41 3242-0387 | [email protected]

QUEM SOMOS       FALE CONOSCO         

Viagem em Marrocos

Viagem em Marrocos
19 de dezembro de 2016 admin

Viagem em Marrocos

Pensando em viajar? A viagem em Marrocos é uma experiência incrível, confira com a gente.

O Reino do Marrocos está situado no norte da África, separado da Europa pelo Estreito de Gibraltar e a apenas 14Km de distância da Espanha.

A beleza e a tranquilidade desse  país africano, além da sua privilegiada situação geográfica, faz do Marrocos um destino bastante disputado pelos turistas. A viagem em Marrocos, oferece diversas opções para quem quer se aventurar pelo país: praias lindíssimas, montanhas, lagos e rios cristalinos, além da imensidão das dunas do Saara. Mas o que faz do local um destino cobiçado é a sua cultura. Para os ocidentais sua história e tradições milenares são bastante pitorescas e diferentes do nosso cotidiano. A experiência de viajar a um país como o Marrocos é extremamente enriquecedora. Outro ponto interessante da região é que cada cidade é diferente entre si e tem suas características próprias.

O Marrocos é chamado de “A Porta da África” pois você pode pegar um ferry-boat da cidade de Tarifa, na Espanha, e em apenas 35 minutos chegar na cidade de Tanger Marrocos.

Tanger

homens vestidos de azul no marrocos

Tanger é talvez a mais ocidentalizada das cidades Marroquinas. Cidade litorânea, com belas praias. As ruas da Medina, estreitas e sinuosas, com suas casas e portas enfeitadas de arabescos.  O que impressiona no local é a  tradicional  agitação das  cidades árabes e sua natureza particular. Lá o que se vê não é a massa impessoal a qual estamos acostumados nas principais cidades ocidentais, mas sim de uma forma mais interativa. As pessoas param para conversar, olhando os produtos vendidos nos bazares ao ar livre, ou simplesmente caminhando nas ruas. Sem pressa para chegar a lugar nenhum, e como resultado não se respira este ambiente de estresse  que estamos habituados. Outra coisa que se pode observar da Medina são as lindas vistas que se tem do mar e do porto de Tanger. Outros passeios a serem feitos em Tanger são: as grutas de Hercules, o Museu de Forbes e o Museu de Arte do Marrocos.

Marrakech

Quando o vento do deserto sopra sobre as montanhas Atlas, o céu de Marrakesh ganha um tom de azul estonteante, que contrasta com o coral das paredes de estuque de suas belas mansões e ruas sinuosas. A cidade é famosa pelo aroma da comida condimentada que se espalha no ar, pelo chá de menta que é um hábito local e pelas incríveis peças de artesanato que produz, qualquer turista se encanta com as peças feitas em prata pelos artesãos locais, além dos lindíssimos lenços bordados à mão. Ex-capital imperial, abriga a eletrizante Djemaa El Fna, uma praça ampla que se enche de sons e aromas à noite, e um mercado labiríntico, que ferve de dia. Descoberta pelas celebridades hippies dos anos 1960, vive um boom turístico desde então; com um milhão de habitantes, multiplica hotéis e restaurantes para receber seus visitantes ocidentais. Marrakech é a mais importante cidade imperial na história do Marrocos.

Marrakech possui o maior mercado tradicional de Marrocos e também tem uma das mais movimentadas praças na África e de todo o mundo, a Djemaa el Fna. Explore os imensos palácios, museus e monumentos da cidade. Marrakech é famosa pelos seus mercados, onde você pode comprar  praticamente de tudo. Preste atenção na hora de negociar. Para os árabes a negociação do preço é uma arte e é até uma ofensa não pechinchar.

A Medina de Marrakech é vibrante! O passeio por essa medina é cheio de  entretenimento, são acrobatas, dançarinos, cantores, encantadores de serpentes, mulheres tatuando as mãos, ao som de instrumentos e ritmos diferentes

Uma coisa que chama atenção em Marrakech é que todas as casas são cor de terracota pois o vento intenso sujava todas as casas de terra então a pintura em terracota foi adotada e hoje é uma das peculiaridades da cidade.

Fez

 A cidade é considerada a capital religiosa do Marrocos e também já foi capital do Império. A Medina da cidade existe desde o século VIII e é considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Mas cuidado, é muito fácil  se perder na Medina de Fez e é preciso contratar um guia local antes de se aventurar por ela. Outra experiência em Fez é o bairro dos curtidores, precisa estar preparado porque o cheiro é muito forte. Recomenda-se levar uma plantinha de menta para aspirar o cheiro da erva e assim disfarçar o mau cheiro das tintas.

Agadir

Fundada pelos Portugueses em 1500, encontra-se na costa, junto à foz do rio Sous e na proximidade da cordilheira do Atlas, sendo um dos balneários mais conhecidos do país. As praias de Agadir são, aliás, a sua mais importante marca. O extenso e longo areal dourado, onde corre sempre uma agradável brisa e as muitas horas de sol, fazem deste destino um dos mais apreciados pelos amantes de mar, sol e esportes náuticos.

Rabat

palmeiras com prédio ao fundo em marrocos

Após ter sido classificada Patrimônio Mundial da UNESCO em julho de 2012, a cidade de Rabat foi premiada com o segundo lugar dos destinos Top Travel Destinations de2013 pela CNN.

Localizada na costa atlântica, a noroeste do país, Rabat, capital moderna e cidade histórica, resulta de um “fértil intercâmbio entre a tradição dos povos árabes e muçulmanos e o modernismo ocidental”. A cidade, classificada como Patrimônio da Humanidade, compreende “a cidade nova”, concebida e construída no estilo art déco, e também algumas outras zonas mais antigas que remontam, em alguns casos, ao século XII. A “cidade nova” representa um dos maiores e mais ambiciosos projetos urbanos na África no século XX e provavelmente o mais completo.

Na cidade nova você verá  Palácio Real, conjuntos arquitetônicos administrativos, comerciais e residenciais, assim como o Jardin d’Essais que reúne um parque e um jardim botânico.
A zona histórica protege a mesquita Hassan II (cuja construção começou em 1184), a pitoresca medina com vista para o Atlântico, bem como as muralhas medievais e suas portas – únicos vestígios que subsistem de um grande projeto de cidade capital do califa Almóada. Encontram-se ainda vestígios romanos (Chellah), mouriscos e andaluzes.

Casablanca

Quando pensamos em Casablanca a imagem que nos vem à cabeça é o cenário do filme com   Humprey Bogart e Ingrid Bergman… Casablanca é a capital econômica do país e é hoje uma cidade moderna, com um rico patrimônio histórico onde as diferentes artes, culturas e tradições do passado coexistem em total harmonia.

Mesquita Hassan II, o templo mais alto do mundo, com 200 metros de altura e o segundo maior depois de Meca. A Mesquita Hassan II está localizada sobre um promontório voltado para o Atlântico e dispõe de um impressionante salão principal com capacidade para 25 mil pessoas, onde o chão de vidro permite que os religiosos consigam ver o mar enquanto rezam. Esta mesquita, ao contrário de muitas, permite a entrada a turistas não muçulmanos.

Ainda junto à costa conheça o Farol El Hank

Ao caminhar pela Praça Mohammed V, é possível observar a mistura das arquiteturas marroquina e francesa, além de alguns com inspiração na Andaluzia.  Continue caminhando até o Parque Liga Árabe, à Vila das Artes e aos Bairros Mãarif e Afa Chic.Depois de um passeio pela  Medina de Casablanca, terminamos o dia com um chá de menta assistindo ao  pôr-do-sol à beira mar em Ain-Diab

Quando ir ao Marrocos:

A viagem em Marrocos pode ser feita em qualquer estação do ano, porém, as épocas mais agradáveis são de março a maio, quando é primavera no hemisfério norte, e de setembro a novembro, no outono. Como o país tem uma geografia muito diferenciada com montanhas, praias, deserto,  você poderá pegar  neve em alguns lugares e em outros temperaturas amenas no inverno. Assim como no verão em alguns lugares o calor pode ser extremamente forte e em outros o clima pode ser agradável.

Documentação:

Para a viagem em Marrocos é necessário ter o passaporte com validade de no mínimo seis (06) meses a partir da data de entrada no país. Dúvidas de como tirar o passaporte consulte o link da polícia federal www.dpf.gov.br/passaporte.html.

Brasileiros viajando ao Marrocos não precisam de visto de entrada (permanência máxima de 90 dias). Outras nacionalidades ou dúvidas consultar o site da embaixada do Marrocos: www.embmarrocos.org.br/site_por.htm
Consulado Honorário do Reino de Marrocos – São Paulo – (0xx11) 3256-2146

Vacinação:

É recomendável estar vacinado contra a febre amarela. A vacina deve ser tomada nos postos de saúde de sua cidade com 10 dias de antecedência à data de embarque e será emitido certificado nacional. O Marrocos é um país com risco de contaminação por febre amarela, no entanto, o certificado internacional de vacinação não é obrigatório atualmente. Recomendamos que seja feito contato com os postos de atendimento ao viajante da ANVISA localizados nos aeroportos ou através do site http://www.anvisa.gov.br/viajante/ para maiores informações na data próxima a sua viagem para obter informações atualizadas sobre o assunto e sobre a necessidade de emissão do certificado internacional.

Idiomas:

A língua oficial de Marrocos é o Árabe, você também vai ouvir dialetos Berberes.  O francês é mais utilizado nas grandes cidades e zonas turísticas. No Norte, o Espanhol também é bastante falado e o Inglês é muito pouco falado mesmo nas zonas turísticas. 

Voltagem:

A voltagem no Marrocos é 220V. As tomadas são as de pino redondo, com 2 ou 3 pinos. É bom levar adaptador.

E aí, gostou de saber sobre viagem em Marrocos? Confira nossos pacotes e conheça Marrocos e vários outros destinos! Entre em contato e viaje conosco.